Chegou no vento a voz do cantador

Com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, começa aqui o Observatório Coral Carioca. Depois de muito tempo sonhando e ensaiando essa partitura, nossa ideia ganhou corpo e consonância para, enfim, se apresentar como projeto. É com muita alegria que convidamos todos os corais e grupos vocais a se achegarem e timbrarem com a gente, trazendo suas diferentes origens, texturas, pulsações, andamentos e variações para esse ponto de encontro, troca e articulação.

Nosso objetivo é aproximar essa imensa comunidade coral e servir como ferramenta para impulsionar ainda mais seu desenvolvimento, qualificação e projeção artística. Vamos oferecer e estimular cursos de formação, oficinas, concertos, mostras, festivais e todas as atividades que permitam uma maior circulação e intercâmbio, tanto em ambiente virtual, como em eventos presenciais. Queremos ser uma caixa de ressonância da música coral e vocal, onde possamos nos descobrir, aprender, ensinar, fazer música, nos divertir e nos emocionar.

Agradecemos a todos que toparam estar presentes nestes primeiros meses de vida do Observatório Coral Carioca e que colocaram seus repertórios de vida à disposição desse arranjo polifônico. Que bom podermos compartilhar sonhos em um espaço coletivo. E que venham mais vozes! Tutti insieme!

Cantar... e não ter a vergonha de ser feliz!

O canto coral é forte, poderoso. Quem canta em conjunto conhece bem a emoção que se sente quando, ao fazer soar uma melodia de cá, o outro canta uma outra de lá e, desse encontro, nasce uma mágica arquitetura de sons, que vibram no espaço, onde o todo é sempre maior do que a soma das partes.

Na correria dos nossos dias, felizes daqueles que podem, ao menos uma vez por semana, se reunir para cantar. Ah, realizar o belo! E quantas amizades, confraternizações. E quantos namoros, viagens em grupo, experiências inesquecíveis... Tanta coisa boa!

Quem é de cantar venha agora!

O Observatório Coral Carioca quer servir de espaço para nos encontrarmos mais, nos conhecermos melhor, trocarmos ideias, ganharmos mais fôlego e nos ajudarmos a alcançar as notas mais agudas, as mais graves e, sobretudo, as mais longas. O mundo das artes está aberto, muito mais aberto do que se imagina. O canto coral é uma das linguagens artísticas mais democráticas e acessíveis que há. Quantos de nós, sentados na plateia, durante tanto tempo, imaginamos que um dia estaríamos, também, em cima de um palco, sob luzes e aplausos?

Cantar nos leva a conhecer outros mundos que já estavam ao nosso redor, mas não nos atrevíamos a adentrar, e um universo único que, feito uma longa pausa, aguardava dentro de nós o gesto do maestro para começar a soar. E que tal apresentarmos a mais pessoas quão sublime é esta experiência? Quem é de cantar, que cante com a gente! Preparados? De pé. O vocalize já vai começar.

* Citações de Chegou no Vento (Vinícius Cantuária e Xico Chaves), O que é, o que é? (Gonzaguinha) e Quem é de Sambar (Sombrinha e Marquinhos PQD).

Equipe Observatório Coral Carioca

  • Coordenador e diretor de produção | Sérgio Sansão
  • Coordenador de artigos | Carlos Alberto Figueiredo
  • Coordenador de eventos | Jonas Hammar
  • Assistente de eventos | Pedro Fernando Vaz
  • Assistentes de produção | Cristiane Soares e Phaedra Lessa
  • Website | Bruno Maggioni e Marcos Buarque de Hollanda
  • Ilustrações | Cristiane Soares
  • Texto | Roberta Consort e Sérgio Sansão
  • Assessoria de imprensa | Fabio Cezanne
  • Redes sociais | Cristiane Soares